quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Rodrik: The Globalization Paradox

Para o início de 2011, a grande expectativa em Economia Política é o novo livro de Dani Rodrik, "The Globalization Paradox: Democracy and the Future of the World Economy". Rodrik, professor de Harvard, está classificado entre os "top 5% authors" em 34 critérios na base IDEAS, importante para os economistas. Sobre o livro, ele afirma em seu blog: "It is, in a sense, my life’s work."

O livro começará a ser vendido apenas em fevereiro, mas já vem recebendo resenhas e comentários, como o publicado na Foreign Affairs.

Foreign Affairs - Capsule Review: The Globalization Paradox

No site da Amazon, pequenas partes do texto já podem ser lidas, incluindo o índice, que dá uma visão geral do livro.

Site da Amazon: The Globalization Paradox

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Delfim Netto e os Objetivos do Banco Central

Neste artigo, recordando aos desatentos que "é o Tesouro que paga a conta do emprestador de última instância" (ou seja, há custos sociais), Delfim Netto apresenta possíveis vantagens e desvantagens de um banco central independente. O mais importante é mostrar que não se trata apenas de uma questão "técnica", como fazem parecer certos debates sobre o tema, mas envolve, também, uma importante questão política.

 

VE: Os Objetivos do Banco Central


quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Entrevista com o Prêmio Nobel Joseph Stiglitz

Stiglitz, nesta interessante entrevista, propõe que se observe o "modelo escandinavo" e questiona muitas idéias que eram tomadas como "verdades" nos anos 90 e que muitos seguem repetindo sem repensá-las. Por exemplo, para ele, o Brasil deveria se preocupar menos com temas como inflação e tamanho do Estado
Inquestionavelmente, já na segunda década do século XXI e após a enorme crise iniciada em 2008, é necessário que seja feito um aggiornamento das idéias sobre economia. Esta entrevista, sem dúvida, colabora para esta reflexão. 

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Vitória do Brasil contra o Protecionismo dos EUA

O protecionismo dos EUA sofreu mais uma derrota na OMC em um painel solicitado pelo Brasil, agora relacionado a suco de laranja. 

A grande dúvida é se, como ocorreu em outras ocasiões, haverá procrastinação na eliminação da barreira.

 

FSP: Brasil vence ação na OMC contra os EUA sobre suco de laranja

domingo, 19 de dezembro de 2010

Indústria inglesa contra takeover por estrangeiros

Em entrevista ao The Observer, o novo chairman da CBI - Confederation of British Industry, preocupado com o futuro da indústria inglesa afirmou: "I'm an advocate of open markets and very much against protectionism but, as a nation, if you want to address this situation, there are ways you can approach it," he says. He outlined some options earlier this year: raising the takeover threshold to 60% of votes, providing tax incentives for long-term ownership of shares, and considering a "national interest instrument" to defend a broader range of corporations."

Carr comandava a empresa inglesa Cadbury, adquirida em fevereiro pela multinacional Kraft, operação a que resistiu fortemente, argumentando que postos de trabalho ingleses seriam eliminados.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Empregos e Protecionismo nos EUA

Meyerson, articulista do Washington Post, elucida aspectos do debate atual sobre protecionismo e interesses nos EUA. O mote é a decisão de Obama de dificultar importação de pneus chineses, referendada pela OMC. O caso é interessante por mostrar uma situação em que que empresas aparentemente protegidas não necessariamente apóiam a medida, dada sua estratégia de investimentos globais. E, mais uma vez, observa-se a importância que a manutenção de empregos adquire neste tipo de decisão. Enfim, um caso real de “economia política”....

WP: Save the economy by keeping jobs at home

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

EUA e China: mais subsídios para desenvolver equipamentos

Prevendo um mercado crescente e lucrativo de equipamentos para energia limpa, China e EUA buscam aumentar sua competitividade apoiando, com recursos governamentais, o desenvolvimento destes produtos. 

O New York Times mostra que, apesar de ambos subsidiarem seus setores tentando garantir a própria vantagem, passaram a acusar um ao outro.

 

NYT: China Escalates Fight With U.S. on Energy Aid

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Senadores aprovam mais subsídios para a indústria dos EUA

Subsídos para setores variados (da alta tecnologia ao etanol), aumentando sua competitividade internacional, foram aprovados, hoje, pelo Senado dos EUA. A lei seguiu para a Câmara dos Representantes para aprovação final.

O Washington Post apresenta interessante matéria sobre as negociações no Senado. 

 

WP: Tax-cut legislation includes $55 billion in benefits for a host of industries 

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Finalmente, um "Compre Brasil"

Desde 1933, os EUA mantém o "Buy American Act" em licitações. Hoje, no Valor, Delfim Netto explica a importância do "Compre Brasil", que acaba de ser aprovado, contra o qual se insurgem os críticos de sempre.

VE: "Compre Brasil" por Delfim Netto

 

 

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Lobby do Etanol dos EUA

‎Senado dos EUA votará mais proteção e mais subsídio para seu etanol não competitivo.

Apesar disto, os EUA continuam defendendo aplicação de teorias de vantagens comparativas em outros países...

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010